2021 pede conteúdo com propósito

Publicado em 02 de dezembro de 2020 Publicado por Redação BRZ Content

Se nós queremos ver mudanças efetivas no mundo, então precisamos estar dispostos a agir para isso, sem medo de entrar em questões polêmicas quando for produzir conteúdo para redes sociais, sites e assessoria de imprensa.

Sua estratégia de conteúdo para 2021 deve estar alinhada com as tendências atuais; separamos temas relevantes que podem garantir relevância ao seu negócio.

O ano da pandemia colocou em evidência as mazelas do Brasil: a desigualdade social, a falta de prioridade para a educação, a falta de coordenação política na gestão pública e o racismo estrutural. Para transformar esta realidade, 2021 vai precisar de conteúdo com propósito, ou algo parecido com o que muitos profissionais de marketing digital têm chamado de marketing de causa.

Aliás, analisando os dados dos últimos três anos nas redes sociais da BRZ Content, encontramos um ponto que reforça esta tendência. As postagens de maior alcance e engajamento falam sobre o  nosso propósito, o comprometimento e a responsabilidade com os conteúdos que colocamos nas redes sociais, na imprensa e nos sites de nossos clientes.

A sua empresa não precisa, necessariamente, se posicionar a favor ou contra algo radical, não precisa abraçar o movimento negro, as causas feministas ou partidos políticos, mas pode apoiar ações importantes que tenham impactos positivos para as mudanças que queremos ver no Brasil e no mundo. Avalie os temas abaixo e pense em inclui-los na estratégia de comunicação da sua marca, porque eles estão na ordem do dia para 2021.

Lembre-se: não basta falar sobre estes temas, é preciso ter protagonismo.

  • Mobilidade social  

Mais de um quarto da população brasileira vive na pobreza e, em alguns casos, em extrema pobreza, sem acesso ao mínimo para viver com dignidade. Este problema tem se arrastados por décadas, principalmente devido às dificuldades de ascensão e baixa mobilidade social. Segundo Paulo Tafner, economista brasileiro e pesquisador associado da USP, para uma pessoa advinda de uma família rica conseguir alcançar o rendimento médio do brasileiro de renda média a alta, leva nove gerações – tempo semelhante a alguns países da África.

Para que as pessoas tenham mais chances de melhorar de vida no Brasil, podemos pensar em ações e conteúdos que conscientizem e esclareçam as pessoas de diferentes camadas sociais, mas também que promovam debates em níveis governamentais, como vêm fazendo um de nossos clientes, o ILDD.  Conheça mais sobre o trabalho desenvolvido pelo Instituto de Liderança, Direito e Desenvolvimento aqui.

Sobre este tema, da mobilidade social, recomendamos o episódio do podcast O Assunto, comandado pela jornalista Renata Lo Prete. O episódio discute por que é tão difícil sair da pobreza no Brasil; confira aqui.

Um bom conteúdo muda tudo

  • Impacto social e educação

O que é fazer a diferença na sociedade? Trazer soluções inovadoras que gerem resultados visíveis, ou seja, que tenham impactos sociais. Esse é o grande objetivo de startups, negócios do quarto setor e do empreendedorismo nativo. Os negócios que rodam com propósito têm mais chances de serem bem sucedidos e, portanto, conquistam também mais espaço em veículos da imprensa. Para isso, não basta criar uma comunicação, é preciso ser coerente.

A sua empresa tem projetos que contribuem para educação, sustentabilidade, diversidade ou ações que vão mudar a realidade do seu entorno? Você aposta em jovens líderes e em propostas de empreendedorismo que ressignificam o valor de negócio e sucesso? Essas são tendências que, direta ou indiretamente, podem dar visibilidade à sua empresa, que é um dos principais objetivos de uma estratégia de mídia social e assessoria de imprensa.

Conheça um pouco mais sobre esse universo. Escute ao episódio do podcast ESTALOS ResumoCast, que fala sobre como funciona a Era do impacto Social e as principais tendências atuais dentro dos negócios da área. Ouça aqui.

  • Diversidade  

O Linkedin, maior rede de relacionamentos corporativos e vitrine para grandes empresas e startups, colaboradores e recrutadores, está cheio de postagens sobre propósito e diversidade, mas como colocar isso em prática?

No dia a dia, quando nós sugerimos a abordagem de temas relacionados à diversidade nas redes sociais, ainda encontramos resistência por parte de algumas empresas para abordar assuntos considerados polêmicos, a fim de evitar crises. Nosso comprometimento com as mudanças consiste em trilhar o caminho juntos e aprender a tratar de temas delicados, evitando erros na comunicação que possam comprometer a imagem da marca. Não se trata de aproveitar-se de alguém, de uma causa ou de um tema para se autopromover e, sim, de ter responsabilidade e propósito nas ações de marketing e conteúdo que colocamos no ar diariamente na internet.

É importante se preparar para posicionamentos que envolvam temas complexos. Um caso recente de um posicionamento malsucedido foi com o Nubank, uma das maiores empresas do Brasil. Após falas consideradas polêmicas da cofundadora da marca, Cristina Junqueira, em entrevista ao programa Roda Viva, a marca decidiu empreender uma série de ações de gerenciamento de crise. Por isso, é importante ter um media training e profissionais especializados para estudar cada causa, avaliar discursos e criar algo que realmente possa tratar o tema com equilíbrio e efetividade.

  • Cidades inteligentes  

Cidade inteligente é um termo relacionado à tecnologia, que compreende o futuro urbano, com empresas destinadas a oferecer implementações inovadoras para solucionar questões críticas de cidades.  Por isso, o uso da tecnologia deve ser sempre usado a favor de uma democratização social, que garanta possibilidades unilaterais.

Criar conteúdo com propósito demanda estar atualizado, conectando a comunicação da sua empresa com as tendências globais. Esta relação precisa ser genuína. Como você vai conectar a produção de conteúdo à realidade se você não acompanha os assuntos do noticiário? Esta é uma das razões pelas quais muitas empresas contratam agências produtoras de conteúdo.  Isso exige o treinamento de times que façam a curadoria de assuntos importantes e relevantes para o seu público.

As dicas para você se manter informado sobre as tendências são: ouvir podcasts, ouvir rádios como a CBN, acessar sites e portais de notícias como BBC, El País, NYTimes, estar atento aos grandes eventos globais, ficar de olho na economia e etc.

  • Inteligência artificial  

A inteligência artificial permeia um número cada vez maior de áreas e já faz parte dos modelos de negócio das maiores empresas mundiais, como Netflix, Google, Facebook, Amazon, Spotify, Uber, Airbnb, Waze e muitos outros serviços de aderência global.

As inovações e iniciativas que sua empresa estiver fazendo nesta área podem ser bons temas para geração de conteúdo em redes sociais. Além de chamar a atenção do público, este termo “inteligência artificial” vem sendo muito buscado. Para saber mais sobre inteligência artificial, leia a entrevista da jornalista Leticia Maciel com Dora Kaufman, especialista da área. Disponível aqui.

  • Internet das coisas 

Você já ouviu falar do conceito de Internet das Coisas? Ele se refere à interconexão digital de objetos cotidianos com a internet, a partir de uma rede capaz de reunir e transmitir dados. Em exemplos práticos, a Internet das Coisas compreende facilitações do dia a dia, como Smartwatches, Smarthomes, Secretárias Digitais, automações em indústrias e etc.

Este assunto desperta muita curiosidade e ainda temos muito a aprender sobre ele. Se a sua empresa puder gerar conhecimento sobre o tema, vai ajudar o usuário e ainda vai atrair atenção para seus canais digitais. Para conhecer algumas aplicações práticas no dia a dia, confira uma matéria exclusiva sobre o tema, aqui.

  • Futuro do trabalho  

As questões envolvendo o futuro do trabalho estão na ordem do dia, principalmente no que se refere ao Linkedin. A implantação do home office, as modalidades de contrato – trabalhos temporários, prestação de serviço e as relações com sistemas híbridos. A pandemia mudou ainda mais as relações trabalhistas.

No Linkedin, vemos a quantidade de empresas e colaboradores que aproveitaram esse momento para expor as realidades, com reuniões on-line, equipamentos para home office e todas as mudanças que foram necessárias. Há quem diga que o trabalho tal como o conhecemos antes da pandemia talvez não volte mais.

Esteja atento às mudanças que sua empresa está vivenciando ou promovendo porque elas podem ser transformadas em uma editoria para a produção de conteúdo relevante. As suas iniciativas podem inspirar outras empresas e você estará contribuindo, assim, com as inovações do mercado de trabalho, na produtividade das empresas e, por fim, para a economia.

O jornalista Marc Tawil, fundador da Tawil Comunicação e uma das vozes mais influentes do Linkedin, possui uma coluna especial na Época Negócios, abordando diversos temas no universo do futuro do trabalho. Confira aqui.

Para estar antenado em assunto interessantes, recomendamos também o site https://ofuturodascoisas.com/

Divulgue esse artigo
Publicado por

Deixe seu comentário

Os campos com * são obrigatórios

Artigos relacionados

11/07/2024

Como trazer personalidade a sua marca: estratégias para empresas de serviços

Para ser autêntica e ter destaque no mercado, empresas de serviços precisam saber ouvir seus...

20/02/2024

Media Training 4.0: como funciona e qual a sua importância na comunicação organizacional

Com o avanço tecnológico, as redes sociais se tornaram um novo espaço de influência, redefinindo...

12/01/2024

Marketing médico: como atrair e fidelizar pacientes no digital

De acordo com a pesquisa IPC Maps, especializada em potencial de consumo dos brasileiros há...