Jornalistas ganham força com canais independentes no Youtube

Publicado em 22 de dezembro de 2020 Publicado por Redação BRZ Content

Jornalistas adotam nova rotina de gravações no Youtube, a rede social mais utilizada no Brasil. Tendência foi acelerada pela pandemia da Covid-19

Em meio à pandemia, às fakenews e aos ataques do presidente Jair Bolsonaro no sentido de enfraquecer a imprensa, muitos jornalistas estão somando esforços com a mídia tradicional para garantir a liberdade de expressão, o acesso à informação de qualidade e o debate democrático.  

Nos últimos anos, os veículos de comunicação começaram a ampliar sua presença no digital, para abocanhar a audiência gigantesca da internet. A Rádio Jovem Pan abriu a PanFlix. A TV Cultura passou a transmitir programas via streaming pelo Twitter, Facebook e Youtube, e assim por diante.

Neste contexto, o Youtube, com mais de 2 bilhões de usuários ativos, representa uma grande oportunidade para veículos e profissionais que querem ter mais autonomia na carreira.

Jornalistas como Vera Magalhães, apresentadora do Roda Viva (TV Cultura), Mariana Ferrão, ex-apresentadora do Bem-Estar da Rede Globo e Rafinha Bastos ultrapassam, juntos, a marca de 3 milhões de seguidores das redes sociais. 

Com lives semanais, frequência de postagens de vídeos, convidados de áreas diversas e pautas que abrangem de saúde à política, passando por relacionamentos e questões éticas, os canais digitais dos jornalistas registram hoje mais audiência do que muitos programas de televisão, o que deve mudar nossa forma de mensurar o Ibope futuramente.  

A maioria dos canais dos jornalistas famosos na internet não têm vínculos com patrocinadores, mas a tendência é que eles comecem a monetizar seus canais por duas razões:  atraem audiência já conquistada em veículos tradicionais e têm a experiência da carreira para definir boas pautas (conteúdo relevante) e gravar vídeos. 

Eles organizam encontros com colegas da área e conduzem entrevistas com personalidades já conhecidas no meio digital, levando ao público um debate genuíno de ideias, com informação bem apurada (como manda a profissão), qualidade técnica de áudio e vídeo proximidade com o público. 

Um bom conteúdo muda tudo

O Youtube é gratuito e gera renda para os produtores de conteúdorelevantesAs mudanças da última década no jornalismo, que levaram a demissões em massa, somadas ao aumento das pessoas conectadas à internet no Brasil e no mundo, vem sendo um caminho para a independência financeira para os jornalistas. 

Com a experiência de anos em jornalismo, competência para criar pautas e fazer apuração, é provável que este tipo de profissional consiga monetizar seus canais mais rapidamente. Para realizar este trabalho com mais estratégia, podem contar com o suporte de agências de marketing que sabem criar um canal do zero e trabalham com regras de otimização (SEO para vídeos), para indexação de vídeos no Youtube. 

Como ganhar dinheiro com o Youtube 

Se você é jornalista – ou se você não é da área mas também quer fortalecer sua marca pessoal – confira as dicas para monetizar seus vídeos no Youtube.  

  1. Parcerias diretas, mediante inscrição e requisitos como 1.000 inscritos, 4.000 horas de vídeos em 12 meses e conta no Google Adsense. 
  2. Anunciantes que exibem propaganda no meio dos seus vídeos 
  3. Venda de produtos: a partir de 10 mil inscritosna aba do Youtube Studio, você pode habilitar o item Geração de Receita e adicionar produtos. Eles serão exibidos durante a transmissão dos seus vídeos 
  4. Clube de assinantes: a partir de 30 mil inscritos, você pode criar clube com recorrência de pagamento mensal e entregar conteúdo com exclusividade para os assinantes. 
  5. Apoiadores do canal: você pode receber pagamentos mensais em troca de benefícios especiais
  6. Você pode receber do YouTube Premium: recebimento de parte da taxa de subscrição dos subscritores do YouTube Premium por visualizações do seu conteúdo.

Jornalistas e comentaristas da imprensa no Youtube 

A pandemia reforçou esta tendência, mas alguns jornalistas começaram há alguns anos no Youtube, como é o caso de Mara Luqet, que criou um dos maiores canais de jornalismo da plataforma: My News , em 2018Confira agora outros jornalistas que fazem sucesso com seus canais no Youtube. 

Vera Magalhães: jornalista de política no Estadão, BR Político e Apresentadora do Roda Viva. Criou seu canal com suporte da BRZ Content, em 2020, com lives semanais sobre política e outros assuntos da atualizada

Nathália Arcuriex-repórter de SBT e Record, ela se consagrou com um canal sobre finanças chamado Me Poupe

Gabriela Prioli, advogada e comentarista da CNN Brasil 

Marco Antonio Villa, historiador e ex-comentarista de política da Rádio Jovem Pan  

Leda Nagle: jornalista e apresentadora de TV

Maira Lemos: jornalista e empreendedora 

Patrick Santos: jornalista, escritor e apresentador do podcast 45 do primeito tempo

Se você conhece outros jornalistas famosos no Youtube e quer contribuir para este artigo, deixe suas informações e curiosidades nos comentários, para que possamos tonar este conteúdo ainda mais completo.

Ou também: se você quer montar um canal e quer a ajuda de uma agência para fazer as configurações do canalcuidar das postagens, criar as artes do canal, definir as tags e todas as estratégias de posicionamento e engajamento nos vídeos, entre em contato conosco pelo telefone (12) 99708.5038. 

 

  

Divulgue esse artigo
Publicado por

Deixe seu comentário

Os campos com * são obrigatórios

Artigos relacionados

11/07/2024

Como trazer personalidade a sua marca: estratégias para empresas de serviços

Para ser autêntica e ter destaque no mercado, empresas de serviços precisam saber ouvir seus...

20/02/2024

Media Training 4.0: como funciona e qual a sua importância na comunicação organizacional

Com o avanço tecnológico, as redes sociais se tornaram um novo espaço de influência, redefinindo...

12/01/2024

Marketing médico: como atrair e fidelizar pacientes no digital

De acordo com a pesquisa IPC Maps, especializada em potencial de consumo dos brasileiros há...